Portal JC.com - Um Jeito Novo de Informar e Divulgar

Widgets

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 3.7/5 (33176 votos)


ONLINE
2








Total de visitas: 2033319

ONDE ESTÃO NOSSOS VALORES?

ONDE ESTÃO NOSSOS VALORES?

botãp

 

 

 

logo
valores

 

Onde estão nossos valores?

 

A cada dia que passa estamos nos acostumando com as coisas erradas.

O mundo está de pernas para o ar, mas nem nos importamos mais,

o sistema nos habitou a não dar mais importância para as coisas corretas e decentes.

 

Se olharmos a nossa volta, o que presenciamos são situações de indolências e desonestidades, pessoas que dão um jeitinho para conseguir atingir o objetivo delas,

usam de todo tipo de artimanhas para tirar vantagem e sempre são vistas como espertas devido ao grau de conquistas que conseguiram,

enquanto que os bons não chegam a lugar nenhum.

O famoso jeitinho brasileiro serve até mesmo para burlar as normas desde que tenha privilégios e vantagens,

que mal há nisso?

 

Claro que não podemos generalizar, nem todo mundo age com desonestidade,

porém, está cada vez mais difícil distinguir estes valores

em meio a tanta desvalorização dos padrões de honestidade,

 que acabamos por aceitar e difundir a ideia de que se a pessoa

 não roubou nem matou ela está isenta de qualquer culpa,

 por qualquer ato desonesto e fechamos nossos olhos ao pequenos deslizes

que elas  cometeram, como por exemplo:

“faço um favor porque quero algo em troca”, ou “o fulano mata o tempo

 e chega atrasado todos os dias no serviço,

também posso fazer a mesma coisa”.

 

Deste modo, sem perceber vamos nos acostumando com estas ideias,

 e pior, vamos agregando coisas que não tem nada de valor

e com estas atitudes formamos uma rede de mau comportamento

e transmissão de maus exemplos e valores,

correndo o risco de ter nossa índole moldada para o lado negativo

 e assim difundimos uma visão de mundo desprovido de valores verdadeiros.

 

Como exigir que nossos filhos tenham valores verdadeiros, 

se nós não somos capazes de dar o exemplo a eles?

 

É claro que certas coisas não dependem exclusivamente de nós.

 A famosa inversão de valores circundam todos os meios, principalmente na família

 e na sociedade como um todo, atinge todas as categorias,

tornando-se uma grande crise de valores capaz de atingir até aquelas pessoas

que ao nosso ponto de vista eram tidas como intocáveis,

ou seja, possuíam uma índole incapaz de ser manchada,

eram pessoas vistas  sob uma moral rígida.

 

A carência de decência, honestidade e respeito está se alastrando a todo vapor, principalmente entre os jovens no que se refere a atitudes e bom senso,

 porque eles não respeitam aos adultos, pais, principalmente,

aliás, parece que os jovens possuem uma predisposição em não dar ouvidos

aos valores passados por seus pais e fazem o oposto daquilo que foi ensinado,

 levando-nos a crer que a crise de valores é algo decorrente

das rápidas transformações deste mundo moderno.

 

Tudo a nossa volta valoriza o lucro e a satisfação repentina.

 As telenovelas defendem o sexo livre, sem responsabilidade,

transforma o indivíduo em mercadoria barata como se estivesse em oferta,

numa banca de liquidação. Exaltando o comodismo,

 levando-as a dar mais ênfase ao sentimento de devassidão,

perda de valores,  a maldade sobrepujando a bondade,

 comprovando os fins pelos meios.

 

Isto acontece em todos os meios,

seja televisão, músicas, rádio, jornais, cinema, livros, revistas, etc.

Alguns especialistas de publicidade declaram que o sexo condescendente,

desenvolve a precipitação das pessoas, estimulando o lado mais perverso

e indolente do ser humano, tornando-os mais dominados pela situação.

 

Contudo, é fácil perceber que este mundo pobre  de moral e decência,

em que os maus sempre atingem a glória, não condiz com a realidade total da vida.

 Partindo do pressuposto que  os bons costumes existem,

assim como as boas ações, seria fácil distinguir que a maldade sempre existiu e

 é tão antiga quanto ao mundo e nem por isso ela é difícil de ser eliminada,

bastaria para isso, cada um fazer sua parte, com exemplos e atitudes certas.

 

É urgente fortalecer as sementes sadias.

 Estas germinarão em grande quantidade e qualidade,

capazes de eliminar todo e qualquer vestígio de egoísmo,

de forma a valorizar o coletivo em benefício do bem comum,

respeitando os princípios que recebemos desde pequenos,

com firmeza em nossas crenças concretas,

 assim poderíamos contribuir para a formação de um

 mundo melhor e mais justo.

 

Sonia Souza

 

 

Pub

 

REVISTA QUINZENAL

Revista Novas Ideias/Maio/2018


 foto   

 

foto


You Tube    Facebook
ACESSE CLICANDO NA IMAGEM

PORTAL JC.COM
A face de Jesus
 
JESUS TE OLHA

TERÇO COM
NOSSA SENHORA AUGUSTA
RAINHA DOS ANJOS
Sua Oração faz milagres

TERÇO DIVINA PROVIDÊNCIA 

 

TERÇO MISTÉRIOS GLORIOSOS 


Novas Ideias Reflexão Receitas do Paraná

 Comportamento Saúde Portal JC 

botão logo Portfólio Novas Ideias

LITURGIA DIÁRIA

CONSULTE PARA FICAR 

SEMPRE INFORMADO



anuncio


 


  ACESSOS AO PORTAL


    FOTO

 


A PARÁBOLA DO 

SEMEADOR

 

 

Naquele mesmo dia Jesus saiu de casa e se sentou à beira do lago.  Uma grande multidão se juntou ao seu redor. Havia tanta gente que Jesus entrou num barco e se sentou; e toda a multidão permanecia de pé na praia. Jesus lhes ensinou muitas coisas por meio de parábolas [a]. Ele dizia:

—Certo homem saiu para semear. 4 Enquanto semeava, uma parte das sementes caiu à beira do caminho e os pássaros vieram e as comeram.  Outra parte caiu no meio de pedras, onde havia pouca terra. Essas sementes brotaram depressa pois a terra não era funda, mas, quando o sol apareceu, elas secaram, pois não tinham raízes.  Outra parte das sementes caiu no meio de espinhos, os quais cresceram e as sufocaram. 8 Uma outra parte ainda caiu em terra boa e deu frutos, produzindo 30, 60 e até mesmo 100 vezes mais do que tinha sido plantado.  Quem pode ouvir, ouça.

Para que servem as parábolas

 Os discípulos de Jesus, então, se aproximaram dele e lhe perguntaram:

—Por que o senhor ensina o povo por meio de parábolas?

 E Jesus lhes respondeu:

—Somente a vocês é dado o privilégio de conhecer as verdades secretas do reino do céu e não aos outros.  Pois quem tem, receberá ainda mais e terá em abundância. Mas quem não tem, até o que tem lhe será tirado.  E é por isto que ensino o povo por meio de parábolas: Eles olham, mas não vêem; ouvem, mas não entendem.  Portanto, por intermédio deles acontece o que disse o profeta  Isaías:

“Vocês ouvirão mas, mesmo ouvindo, não conseguirão entender;

vocês olharão mas, mesmo olhando, não conseguirão ver.

 Isto acontece pois o coração deste povo está endurecido.

Eles taparam os ouvidos e fecharam os olhos.

Se não fosse assim, eles poderiam ver com os olhos,

ouvir com os ouvidos e entender com o coração,

e se voltariam para mim e eu os curaria”.

 —Mas felizes são os seus olhos, pois eles podem ver; e os seus ouvidos, pois eles podem ouvir.  Digo a verdade a vocês: Muitos profetas e homens justos desejaram ver as coisas que vocês vêem, mas não viram. Eles desejaram ouvir o que vocês ouvem, mas não ouviram.

Jesus explica a parábola do semeador

 —Ouçam o que a parábola  daquele que semeia quer dizer.  A semente que caiu à beira do caminho representa a pessoa que ouve a mensagem a respeito do reino, mas não a compreende, e Satanás então vem e tira as coisas que foram semeadas em seu coração.  A semente que caiu no meio de pedras representa a pessoa que ouve a mensagem a respeito do reino e a aceita imediatamente e com muita alegria.  Mas, como não tem raiz, não dura muito tempo. Assim que encontra dificuldades ou que é perseguida por causa da mensagem, abandona a sua fé.  A semente que caiu no meio de espinhos representa a pessoa que ouve a mensagem a respeito do reino mas é sufocada pelas preocupações com as coisas desta vida e pela ilusão das riquezas. Essa pessoa não produz nenhum fruto.  Mas a semente que caiu em terra boa representa a pessoa que ouve a mensagem e a compreende. Essa pessoa cresce e produz muitos frutos, algumas vezes trinta, outras sessenta e outras ainda cem vezes mais.


       ⇐ Voltar ao Início 

foto
 
"MINHAS PALAVRAS
NÃO PODEM ESPERAR"
Nossa razão de existir como um portal de divulgação

 

Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará.

Direi do Senhor: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei.

Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa.

Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel.

Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia,.

Nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia.

Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti.

Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios.

Porque tu, ó Senhor, és o meu refúgio. No Altíssimo fizeste a tua habitação.

Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda.

Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.

Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra.

Pisarás o leão e a cobra; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente.

Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome.

Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; dela o retirarei, e o glorificarei.

Fartá-lo-ei com longura de dias, e lhe mostrarei a minha salvação

Salmos 91:1-16

 

 

⇐ Voltar ao Início