Dicas para seu dia

botão

                                 
 

 

 logo

Como evitar problemas com as oscilações de temperatura

 

 Oscilação da temperatura

Cuidados básicos para evitar problemas com as oscilações bruscas de temperatura tão comuns nesta época do ano.

Não é preciso detalhar muito sobre isso, atualmente passamos por oscilações de temperatura que levam de um calor muito grande a uma temperatura baixa, isso ocorre até mesmo durante um dia só. Às vezes saímos de casa debaixo de sol muito quente e dali algumas horas estamos debaixo de chuva.

Na verdade o que parece é que estamos num verão que parece inverno e inverno que parece verão.

Não vamos entrar em detalhes o porquê disto, mas na realidade estas mudanças bruscas de temperatura afetam em muito a nossa saúde, trazendo transtornos e alguns problemas, muitas das vezes deixando a pessoa muito debilitada, principalmente afetando na maioria as pessoas idosas e crianças de um modo em geral.

Com toda certeza é praticamente impossível de prever e controlar tal fato da natureza, mas de uma maneira até bem simples podemos minimizar os efeitos sobre a nossa saúde com estas oscilações de temperatura.

 

ALGUNS CUIDADOS QUE PODEM MINIMIZAR ESTE PROBLEMA:

O que não pode faltar e beber sempre muita água.

Sempre cuidar para que os cobertores, roupas estejam muito bem higienizados.

Conservar a casa muito bem arejada.

Nunca se descuidar der ter uma boa alimentação.

Tomar cuidados em fazer exercícios físicos ao ar livre com estas mudanças repentinas de temperaturas, nosso corpo pode não estar preparado para essa mudança tão repentina de clima.

É sempre muito bom e saudável fazer exercícios ao ar livre, sob o sol, como a caminhada, sem contar que ajuda a prevenir doenças respiratórias, alérgicas, depressão e aumento de peso, mas sempre se lembrando de se prevenir quanto às temperaturas, o cuidado é fundamental.

Também não se esquecendo dos idosos, estas oscilações trazem alguns incômodos e por que não dizer problemas às estas pessoas.

 

Estas variações de temperatura podem acarretar alguns problemas a uma  pessoa idosa como:

Gripe, alergia, pele ressecada, dores reumáticas.

 

Com relação às dores reumáticas, como a artrose, também tendem a piorar durante os dias frios. Nesse caso, exercícios físicos regulares, aliados ao tratamento médico é o mais indicado para aliviar este problema.

O sentir mais frio numa pessoa idosa esta relacionada à consequência da redução, ao longo dos anos, na capacidade de cada um de regular a própria temperatura.

Ao haver esta oscilação de temperatura, por exemplo, de um período de muito calor, imediatamente passa-se a fazer um frio, com o declínio da temperatura, isto prejudica a troca de calor, que normalmente levam o sangue para todas as partes do corpo e aquecem os tecidos, estes ficando prejudicados neste processo, fazendo com que os idosos sintam mais frio do que os mais jovens.

Essa alteração no sistema circulatório faz com que seja necessário o idoso estar sempre aquecido e agasalhado.

Sem contar também que para pessoas hipertensas é necessário medir a pressão arterial com frequência.

O mais importante é prevenir e cuidar com essas constantes inversões de temperaturas para não sofrer a consequências, todo cuidado é pouco com a sua saúde.

 

Obs.
Sempre lembrando que este texto em nosso portal tem apenas a intenção de informar e alertar para algumas questões, deixando bem claro que nada substitui a ORIENTAÇÃO e a CONSULTA a um MÉDICO sobre um problema mais sério.

 


 

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

 

Alimentação

Os hábitos alimentares são formados desde a infância e podem ser influenciados por práticas alimentares inadequadas. É necessário que o alimento que faz parte do dia a dia tenha valor nutricional adequado para que haja promoção de saúde. É pensando nisso que apresentaremos algumas receitas, criando um cardápio alternativo e saudável, por meio da utilização de alimentos com procedência da agricultura orgânica familiar, favorecendo a formação de bons hábitos alimentares.

 

USO TERAPÊUTICO DOS CONDIMENTOS E ALIMENTOS...
Plantas condimentares são aquelas usadas no tempero para realçar o sabor e o aspecto dos alimentos. Muitas vezes os condimentos podem ser usados como conservantes naturais.
Registramos abaixo alguns condimentos usados em nossa culinária e suas propriedades terapêuticas:

 

ALHO
Parte usada: dentes (bulbilhos).
Propriedades terapêuticas: expectorante, antigripal, febrífugo, desinfetante, antinflamatório, antibiótico, antisséptico, vermífugo.

 

CEBOLA
Parte usada: bulbo tunicado.
Propriedades terapêuticas: anti-inflamatório, antibiótico, antiviral, sedativo.

 

Gengibre:
Parte usada: rizoma (seco)
Propriedades terapêuticas: tônico, carminativo, antivomitivo, anti-inflamatório e antitussígeno.

 

AÇAFRÃO:
Parte usada: rizoma, semelhante ao gengibre, seu parente.
Propriedades terapêuticas: anti-inflamatório, anticoncepcional, antiagregante plaquetário, anti-infeccioso, antiasmático.

 

CRAVO:
Partes usadas: fruto e flor seca.
Propriedades terapêuticas: digestivo, estimulante, aromático, antiespamódico.

 

CANELA
Partes usadas: casca.
Usos populares: antiespamódico, afrodisíaco, analgésico, carminativo, estimulante, tônico.
Propriedades terapêuticas: antidepressivo, antiespamódico, analgésico, antipirético, estimulante do cérebro, gastroprotetor, hipotensor.

 

AGRIÃO
Parte usada: o vegetal inteiro.
Propriedades terapêuticas: depurativo, antiescorbútico, diurético, antidiabético, anti-raquitismo, expectorante, unguento, cicatrizante.

 

HORTELÃ-DE-FOLHA-MIÚDA
Parte usada: folhas e sumidades floridas.
Propriedades terapêuticas: carminativo, eupéptico, estomáquico, antiespamódico e analgésico.

 

MANJERONA
Parte usada: folha e sumidade florida
Propriedades terapêuticas: estimulante estomáquico, expectorante, antiespamódico.

 

COENTRO
Parte utilizada: folhas e sementes.
Propriedades terapêuticas: digestivo, diurético, depurativo, antiespamódico.

 

NOZ-MOSCADA
Parte utilizada: semente
Propriedades terapêuticas: analgésico, antiespamódico, antiemético, afrodisíaco, carminativo, laxativo.

 

PIMENTA-DO-REINO
Parte usada: fruto
Propriedades terapêuticas: digestivo, tônica, afrodisíaco, expectorante, sudorífico, estimulante, estomáquico e vermífugo.

 

ORÉGANO
Propriedades terapêuticas: anticaspa, antisséptico, diurético, emenagogo, estimulante gástrico e biliar, expectorante, sedativo, tônico digestivo, tônico nervos, tônico circulatório.

 

PIMENTÃO
Parte usada: fruto
Propriedades terapêuticas: anti-inflamatório, aperiente, ativador da peristase intestinal, digestivo, estimulante da circulação sanguínea, sialagogo.

 

RECEITA (ALTERNATIVA )
ARROZ NUTRITIVO
Tempo de preparo: 1 hora
Rendimento: 10 porções de 180 g

 

INGREDIENTES:
2 xícaras de arroz integral
5 xícaras de água
2 tabletes de caldo de galinha
6 talos de couve
6 talos de couve flor
6 talos de repolho
6 talos de beterraba
1 cenoura grande
6 talos de espinafre
6 talos de nabo
Meio quilo de abóbora ou moranga
1 batata-inglesa grande
Meio chuchu
6 talos de batata-doce
6 talos de brócolis
Meia xícara de cebolinha
meia xícara de salsinha
2 folhas de caruru
2 folhas de picão
3 dentes de alho
2 folhas de tansagem
3 colheres (sopa) de gergelim com casca
3 fatias de açafrão ou gengibre
sal a gosto
1 cebola de cabeça grande

 

MODO DE PREPARO:
Levar a água para ferver, colocar o arroz para cozinhar, colocando uma colher de óleo,
sal e 1 dente de alho.
Refogar o alho, a cebola de cabeça, os temperos verdes, o açafrão, juntar os talos picados, a abóbora, a cenoura, a batata, o chuchu ralado. Deixar cozinhar um pouco para ficarem macios, juntar o arroz pronto, misturar bem e deixar mais alguns minutos para terminar de cozinhar tudo junto.

 

Servir em seguida

 

Alimentos para Hipertensos

 

1
Os alimentos consumidos podem afetar a sua pressão arterial; por isso, o paciente deve escolher alimentos que não aumentem os efeitos da doença. Para pacientes acima do peso e que foram acometidos pela doença, devem utilizar uma dieta com baixa caloria. Além disso, ele deve adquirir hábitos saudáveis de alimentação para que possa manter um peso adequado.
Consumo de sal: Uma quantidade de sal menor que uma colher de café é o suficiente para o ser humano (cerca de 2,5g diárias). No entanto, a quantidade utilizada diariamente pelas pessoas é bem maior que isso. É necessário que o paladar da pessoa se acostume com uma comida menos salgada, o que não significa dizer que está sem gosto. Pacientes ou não devem evitar de comer perto de saleiros e dar preferência aos temperos feitos naturalmente.
Dicas para Reduzir o Sal na Alimentação

 

Verifique o rótulo dos alimentos e tente dar preferência aos alimentos que tenham pouca ou nenhuma quantidade de sal;
Procure não manter um saleiro sobre a mesa para evitar colocá-lo na comida quando ela estiver pronta;
Alguns alimentos não perdem o sabor se for retirada uma quantidade de sal durante o preparo;
Quando almoçar fora, verifique se alguns alimentos podem ou são ser preparados com pouco ou nenhum sal;

 

Evite os queijos amarelos e coma os brancos.
Sal Marinho - Sal natural encontrado nas rochas e contém sódio, magnésio e outros minerais.
Sal Refinado - É o mesmo sal marinho que é refinado e recebe o iodo para evitar o aparecimento do bócio.
Sal Light – Esse tipo de sal possui um baixo teor de sódio.

 

Dicas de Alimentação para Hipertensos

 

Potássio: Coma alimentos ricos em potássio como as bananas, laranjas, batatas, tomates e leites.
Cálcio: Dê preferência aos alimentos ricos em cálcio que ajudam seu coração a manter o ritmo.
Alho: Pode ser utilizado para substituir o sal para temperar os alimentos.
Verduras e legumes: Esses alimentos devem ser consumidos para diminuir a pressão arterial e também são importantes para a manutenção do peso.
Suco de uva e vinho tinto: Eles possuem bioflavonoides, que ajudam a combater os radicais livres e ajudam a relaxar os vasos sanguíneos.
Gérmen de trigo: Por possuir um efeito anticoagulante, ele ajuda a melhorar a circulação do sangue nas veias.

 

Alimentos que são aconselhados para Hipertensos:

 

- Pão sem sal e cereais;
- Hortaliças;
- Massas e batatas;
- Consumir gorduras vegetais como o óleo de soja ou de girassol;
- Queijo branco;
- Sucos naturais.

 

Alimentos que devem ser evitados pelos hipertensos

 

- Temperos industrializados como o ketchup, mostarda e caldos prontos;
- Refrigerantes;
- Conservas;
- Frios como a mortadela e o presunto;
- Alimentos embutidos;
- Café puro;
- Açúcares e gorduras;
- Carnes vermelhas;
- Alimentos industrializados;
- Alimentos dietéticos em excesso;
- Carne de charque.

 

Atividades Físicas
A prática de exercícios físicos é importante para que o paciente diminua a ansiedade e a tensão muscular. São essenciais para o controle da pressão alta e também para diminuir a incidência de problemas cardiovasculares. Junto com as atividades físicas, o paciente deve aliar uma dieta que tenha os alimentos recomendados para a hipertensão arterial.

 

Os exercícios que mais devem ser realizados são os aeróbicos, porque trabalham com a musculatura e utiliza uma grande carga de oxigênio. Dentre eles, pode-se destacar a corrida, natação, caminhada, entre outros. O hipertenso deve realizar um exame clínico, antes de iniciar os exercícios, para que sejam verificados possíveis impedimentos para a atividade física.

 

MITOS E VERDADES SOBRE A HIPERTENSÃO
Dor de cabeça é um sinal de hipertensão? (VERDADE)
Pode ser uma das causas para a dor de cabeça; porém, ela pode ser conseqüência de outras doenças que não estão ligadas à pressão alta. O médico deve ser consultado em qualquer caso.

 

O nariz pode sangrar em casos de pressão alta? (VERDADE)
Caso ocorra o aumento da pressão sanguínea, os pequenos vasos que estão no nariz podem se romper, causando o sangramento.

 

Quando a pressão está baixa, deve-se colocar uma pitada de sal embaixo da língua? (MITO)
Essa não é a melhor maneira de resolver o problema, pois para que a pressão aumente, é necessário que o corpo retenha líquido. É importante que a pessoa mantenha as pernas levantadas e beba muita água.

 

A musculação pode ajudar no tratamento da pressão alta? (MITO)
Os pacientes que sofrem de hipertensão devem verificar com o médico a possibilidade de realizar a musculação. Ela pode até piorar a situação da doença.

 

O calor diminui a pressão? (VERDADE)
O calor faz com que ocorra a vaso dilatação e caso ela aconteça junto a uma desidratação, faz com que a pressão abaixe.

 

Hipertensos não realizam atividades físicas? (MITO)
Podem ser praticados exercícios físicos com a autorização do médico e mediante um teste de esforço. O cardiologista deve ser consultado para avaliar as condições do paciente.

 

Fonte: /pressao-arterial.info

 

DICAS DE SAÚDE - QUALIDADE DE VIDA


Dicas de saúde

Obesidade, hipertensão, disfunções coronarianas, insônia, estresse, nervosismo. Estas são apenas algumas conseqüências da falta de atividade física regular. Enganam-se quem pensa que estes males afligem apenas os homens de idade adulta. Nos países mais desenvolvidos, assim como nos centros urbanos brasileiros, a obesidade infantil e a alta incidência de problemas cardíacos entre mulheres têm assombrado a comunidade médica com sua progressão acelerada.
Para evitar e combater estes males da vida moderna, a fórmula é uma só: melhorar a qualidade de vida das pessoas, através da prática regular de atividades físicas, de muita informação e pela aquisição de hábitos saudáveis.

 

Mas e a parte estética?
Emagrecimento, redução de gordura localizada e celulite, modelarem o corpo de forma harmônica, tornando-o mais bonito, são conseqüências inevitáveis de um programa de exercícios, e não um objetivo principal.
É claro que os resultados estéticos aparecerão através da atividade física, porém, só serão mantidos com hábitos de vida saudáveis.
Quando a prioridade é apenas a parte estética, muitas vezes se coloca em risco a saúde, o que de fato não vale à pena.

 

A hora certa de começar
Não existe idade ideal para começar nem para deixar de fazer exercícios: na verdade, assim como reservamos um tempo do nosso dia para tomar banho ou escovar os dentes, deve haver um tempo reservado para alguma atividade física.

 

Entretanto, a infância é a época de maior fixação de hábitos, destacando-se, entre eles, o da prática de exercícios. Sabe-se que indivíduos que praticam atividades físicas por toda a vida não apresentam um declínio tão acentuado da capacidade funcional, e que as pessoas maduras e idosas reagem da mesma forma ao treinamento, ou seja, conseguem excelentes resultados musculares e cardiovasculares ao iniciarem um programa de exercícios físicos.

 

Segundo um estudo do American College of Sports Medicine, as doenças da terceira idade não podem ser atribuídas apenas à idade avançada, mas sim (e principalmente) ao sedentarismo prolongado, que provoca perda de massa muscular (gerando problemas de posturas e metabólicos), altera as funções respiratórias e neuromusculares e diminui a funcionalidade do indivíduo, que passa a ter dificuldade de executar as tarefas diárias mais simples.

 

Os benefícios e funções das atividades físicas regulares
Reduzir o risco de morte prematura
Reduzir o risco de morte por disfunções cardíacas
Reduzir o risco de desenvolver diabetes
Ajuda a reduzir a pressão alta em pessoas que sofrem de hipertensão
Reduzir o rico de desenvolver hipertensão
Reduzir o risco de desenvolver câncer de cólon
Reduzir os sentimentos de ansiedade e depressão
Ajudar a controlar o peso
Ajudar a construir e manter ossos, músculos e articulações saudáveis
Ajudar adultos mais velhos a se tornarem mais fortes e serem capazes de se mover sem quedas

 

Fonte: www.saudedicas.com
logo