DOENÇAS PSICOLÓGICAS BIZARRAS

 BOTÃO

DOENÇAS PSICOLÓGICAS BIZARRAS!

 Doenças Bizarras

 

Existem doenças psicológicas extremamente bizarras, como as que você verá aqui. Assim como “As 10 desordens mentais mais estranhas“, é raríssimo encontrar pessoas com esses problemas. Algumas doenças não conseguimos nem acreditar que sejam verdade de tão bizarras ou assustadoras!

Existem muitas síndromes estranhas, mas nós selecionamos apenas as 10 que chocam bastante. Veja!

 

TOC: TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO

Quem não tem a sua mania? O TOC atinge boa parte da população, entretanto em um nível moderado onde as manias não passam a interferir significativamente na vida das pessoas. Mas, o que é o TOC?

TOCO Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) consiste na combinação de obsessões (pensamentos recorrentes e insistentes que se caracterizam por serem desagradáveis repulsivos ou contrários à índole do paciente) e compulsões (comportamentos estereotipados, repetitivos, desagradáveis e inúteis). No Transtorno Obsessivo Compulsivo as obsessões vêm acompanhadas de compulsões, pois as pessoas com TOC tentam afastar suas obsessões pondo em prática algumas compulsões, como por exemplo:

Lavar as mãos constantemente, a ponto de torná-las avermelhadas e inflamadas;

Verificar incessantemente se desligou o fogão ou o ferro, devido a um temor excessivo de incendiar a casa;

Contar certos objetos sem parar, por uma obsessão de vir a perdê-los.

Uma vez que sabe do absurdo ou exagero de seus comportamentos, os pacientes podem tentar evitar os pensamentos intrusivos e as compulsões, o que causa uma tensão insuportável, motivo pelo qual acabam cedendo às compulsões.

Os sintomas do TOC provocam angústia, consomem tempo e podem interferir de maneira significativa no trabalho, na vida social e nos relacionamento pessoais do portador. Como não sabem o que está acontecendo, muitos temem estar enlouquecendo, sentem vergonha e por isso são discretos com relação aos seus sintomas obsessivos e compulsivos, preferindo ocultá-los a procurar ajuda especializada.

Existem diversos relatos de pessoas com essa doença na internet. Boa parte das pessoas tem vergonha de falar sobre esse transtorno e por isso a doença alcança o estágio avançado, como no caso da senhora que não dormia porque tinha que olhar embaixo dos móveis e atrás das portas, ou do homem que se jogou do segundo andar do prédio porque tinha medo dos possíveis micróbios na fechadura da porta, o que o impedia de sair de seu apartamento. Outro caso interessante foi o do sujeito conhecido como “Homem Lixo”, que tinha a mania de recolher todo o lixo que encontrava em seu caminho e levar para seu apartamento: depois de 2 anos, os moradores do prédio não aguentavam mais o “odor agradável” saindo da residência do individuo e conseguiram um mandato para invadir a mesma. Encontraram uma montanha de lixo por todas as repartições da casa e, segundo os laudos da polícia, já fazia dois anos que o sujeito recolhia o lixo e trazia para seu lar.

 

SÍNDROME DE ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS

 Síndrome

Doença que provoca distorções na percepção visual da vítima, fazendo com que alguns
objetos próximos pareçam desproporcionalmente minúsculos. O distúrbio foi descrito pela
primeira vez em 1955, pelo psiquiatra inglês John Todd, que o batizou em homenagem ao livro de Lewis Carroll. Na obra, a protagonista Alice enxerga coisas desproporcionais, como se estivesse numa “viagem” provocada por LSD. As vítimas da síndrome também veem distorções no próprio corpo, acreditando que parte dele está mudando de forma ou de tamanho.

 

 PICA

 PICAEsse nome também estranho não tem nada de pornográfico: pica é uma palavra latina derivada de pêga, um tipo de pombo que come qualquer coisa. E a pica a síndrome, é claro… faz exatamente isso: a pessoa sente um apetite compulsivo por coisas não comestíveis, como barro, pedras, tocos de cigarros, tinta, cabelo… O problema atinge mais grávidas e crianças. Após comerem muita porcaria involuntariamente, os glutões ficam com pedras calcificadas no estômago. Em 2004, médicos franceses atenderam um senhor de 62 anos que devorava moedas. Apesar dos esforços, ele morreu (com cerca de 600 dólares no estômago).

 

 MALDIÇÃO DE ONDINA

 MaldiçãoO nome bizarro é uma referência a Ondina, ninfa das águas na mitologia pagã europeia. A doença, mais estranha ainda, faz com que as vítimas percam o controle da respiração. Se não ficar atento, o sujeito simplesmente esquece de respirar e acaba sufocado! A síndrome foi descoberta há 30 anos e já existem cerca de 400 casos no mundo. Pesquisadores do hospital Enfants Malades, de Paris, acreditam que a doença esteja relacionada com um gene chamado THOX2B. O sistema nervoso central se descuida da respiração durante o sono e o doente precisa dormir com um ventilador no rosto para não ficar sem ar.

 

SÍNDROME DA EXPLOSÃO DA CABEÇA

 explosão da cabeçaQuem sofre da Síndrome da Explosão na Cabeça leva sustos avassaladores com ruídos que ninguém mais ouve. A Síndrome da Explosão na Cabeça geralmente é causada por estresse ou fadiga.  A pessoa, sem mais nem menos, passa a ouvir explosões que só ela escuta porque as explosões em questão só acontecem dentro da cabeça delas. Não existe dor no processo, mas que dá medo dá.  Principalmente porque as crises têm a tendência a começar depois da segunda ou terceira hora de sono. Imagina você acordar com a explosão de uma bomba que estourou só na sua cabeça?

 

SÍNDROME DA MÃO ALIENÍGENA

Mão 

Por causa do filme de Stanley Kubrick, estrelado por Petter Sellers, esta síndrome também é conhecida como Síndrome do Doutor Strangelove. Parece brincadeira, mas a pessoa que sofre dessa desordem neurológica pode do nada, começar a brigar com uma de suas mãos. A coisa chega a um nível tão inacreditável que a tal ‘mão alienígena’ pode, inclusive, tentar estrangular o seu dono. Ela pode ser causada por um derrame, por aneurisma ou trauma. Seus sintomas podem ser combatidos, mas o distúrbio, em si, não tem cura.

 

 COPROLALIA Coprolalia

A Coprolalia é a tendência involuntária de proferir palavras obscenas ou fazer comentários geralmente considerados socialmente depreciativos (palavrões!) e, portanto, inadequados. Coprolalia pode fazer referência a excrementos, genitais ou atos sexuais. É uma característica rara de pessoas afetadas pela síndrome de Tourette e pela síndrome de Lesch-Nyhan. A Coprolalia comporta todas as palavras e frases que são consideradas tabus sociais ou que são tidas como inaceitáveis expressas fora de contexto social e emocional. A cadência, o tom e o nível da voz podem ser mais diferentes do que ocorre normalmente na pessoa afetada por essa condição.

 

 Síndrome de Korsakov

A síndrome de Korsakoff ou síndrome de Wernicke-Korsakoff é um estado de amnésia que tem relação com a falta de vitamina B1. Sua evolução provoca lesões neurológicas.

Os principais sintomas desta síndrome são a perda de memória total ou parcial, também conhecido como blackout alcoólico, e a confusão mental, que envolve desorientação e fantasia ou alucinação, onde fatos imaginados podem ser considerados verdadeiros. Na Korsakovmaioria dos casos os indivíduos não tem consciência da sua situação.

O alcoolismo é a principal causa da síndrome de Korsakoff e se o alcoolismo não for interrompido, a doença pode levar à morte. O álcool impede que o organismo absorva a vitamina B1. Mas essa doença também pode estar associada a lesões ou traumas cranianos e desnutrição.

Os indivíduos com esta síndrome podem desenvolver atividades difíceis que foram aprendidas antes da doença, mas são incapazes de aprender outras mais simples e novas habilidades.

Ao aparecer os primeiros sintomas de confusão mental um médico deve ser consultado, pois as alterações mais simples causadas pela síndrome podem ser corrigidas através da aplicação de vitamina B1 na corrente sanguínea, porém a doença causa graves danos neurológicos, onde o individuo começa a perder o controle sobre o seu corpo, manifestando movimentos descoordenados, dormência nas mãos e pés e gagueira.

 

SÍNDROME DA REDUÇÃO GENITAL

 

Redução GenitalTambém conhecido como koro, esse distúrbio mental deixa a pessoa convencida de que seus genitais estão desaparecendo. A maioria dos casos até hoje foi relatada em países da
Ásia ou da África e em muitos deles a síndrome parece ter sido contagiosa. Um dos episódios mais estranhos ocorreu em Cingapura, em 1967, quando o serviço de saúde local registrou centenas de casos de homens que acreditavam que seu pênis estava sumindo. Um único caso da síndrome da redução genital foi registrado até hoje no Brasil, no Instituto de Psiquiatria da USP. Convencido de que seu pênis estava sumindo, o doente tentou se matar com duas facadas no abdômen.

 

 PROSOPAGNOSIA

Prosopagnosia é uma deficiência da percepção que afeta o sistema nervoso. Basicamente, as pessoas que sofrem com esse problema têm dificuldade em reconhecer os rostos de pessoas ao seu redor – já que essa tarefa seria responsabilidade de uma área específica do cérebro que, nos doentes, estaria danificada.

A doença foi estudada no século XVIII por vários cientistas, e o termo prosopagnosia foi criado em 1947 pelo neurologista alemão Joachim Bodamer. É a junção das palavras gregas prosopon (que significa lado) e agnosia (que significa conhecimento). Desde aquela época Prosopagnosiacentenas de casos foram reportados.

Pessoas que sofrem com essa doença normalmente têm dificuldade em reconhecer outros, mesmo que os tenham encontrado várias vezes. A maioria dos casos acontece depois de um trauma na cabeça, derrames ou doenças degenerativas.

“O homem que confundiu sua esposa com um chapéu” é o nome de um livro sobre a prosopagnosia escrito pelo neurologista Oliver Sacks. O caso mais trágico retratado no livro é sobre um músico que não sabia que possuía esse defeito. Ele realmente confundiu sua esposa com um chapéu e tentou colocá-la na cabeça (como, só é possível imaginar).

Também conhecida como cegueira facial, a prosopagnosia é, normalmente, acompanhada de outros tipos de dificuldade de reconhecimento (plantas, carros, expressões faciais e emoções). A doença pode criar vários problemas sociais e, em casos mais extremos, os pacientes têm dificuldades até para reconhecer a própria imagem em um espelho.

 

PORTAL SÃO JOSÉ

 foto