Portal JC.com - Um Jeito Novo de Informar e Divulgar

Widgets

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 3.8/5 (32582 votos)





Total de visitas: 1920819

Dicas para seu dia 3

Dicas para seu dia 3

botão

                                 

 

 logo

 

MENTIMOS PORQUE SOMOS COVARDES, OU PORQUE SOMOS EGOISTAS?

 

Mentira


Estamos tão acostumados a conviver com a mentira e a covardia, que nem prestamos mais atenção no que acontece a nossa volta e chegamos ao absurdo até de duvidar quando alguém age verdadeiramente, parece que de tanto conviver com a mentira, a falsidade, o egoísmo e a covardia, não nos damos mais conta do que é real e verdadeiro e deixamos estas coisas tão destrutivas, comandar nossas atitudes, então passamos a enxergar tudo que há de mentira como verdade.


Será que a pessoa mente, simplesmente porque ela é mentirosa ou porque ela é covarde e a covardia faz com que ela seja dissimulada, mentirosa e manipuladora, levando-a a uma cegueira que muitas vezes se define de uma forma egoísta, de maneira a se beneficiar da mentira para ter vantagens.


A pessoa quando se habitua a mentir, passa a acreditar na própria mentira, ela chega ao absurdo de fingir-se de ofendida e se questionada, se não houver saída, obviamente ela tenta justificar o injustificável, arranja maneiras de atacar e agride verbalmente quem se opuser a sua opinião e arruma pretextos, logicamente se fazendo de vítima ou mentindo mais ainda.


Podemos nomear este conjunto de atitudes como: DISSIMULAÇÃO E MALDADE!


É bom termos em mente que, aqueles que agem desta forma, são justamente os que mais julgam o comportamento dos outros, esquecendo-se do seu próprio. Ou será que nunca ouvimos alguém dizer que o fulano mente, extorque e tira vantagem.  Muitas vezes somos nós mesmos que agimos assim, e criticamos nos outros, atitudes que incomodam a nós mesmos, por sermos praticantes de tais atitudes.


Resumindo: a mentira destrói, humilha e engana, sempre com um único objetivo que é tirar vantagem, ações que na maioria das vezes encobrem a covardia e a falta de caráter de quem a pratica. É necessário termos a convicção que não existe mentira construtiva ou mentiras necessárias para justificar nossos atos, em tudo que praticamos existe uma linha que divide o que é certo e coerente daquilo que é “Conveniente”.


Sonia Souza


 Uma classe chamada de PROFESSORES.

 

E o salário oh!

Através de várias situações que vemos em nosso dia a dia a respeito da educação, podemos de uma maneira geral constatar que a realidade é uma só.


A educação no Brasil esta sendo marcada por verdadeiros descasos, por um completo abandono e improvisações. Podemos ver que a classe de educadores esta sendo vilipendiada em muitos de seus direitos. Com isso estes educadores de certa forma são explorados em suas funções e atribuições, causando muitas vezes o abandono da profissão, o desinteresse, e até mesmo a decepção com sua carreira.


Não consigo ver e nem entender como uma sociedade e seu governo se tornam incompetentes para entender e compreender que a educação merece e deve ser a prioridade.

As lutas e reivindicações desta classe são para que haja a valorização do professor e por seus direitos.

Devemos ter em mente que estes profissionais são maltratados e mal remunerados em suas funções, temos de ter repúdio pela forma como muitas vezes são tratados.

E de certa maneira, esta luta destes professores por seus direitos, deve ser vista como uma luta de todos nós, por que disto? É simples a resposta!

Quem cuida da educação de seus filhos?

Sendo mal remunerado e sem estimulo em sua profissão, como podemos cobrar deste trabalhador da educação eficiência e um bom trabalho.

A verdade é uma só, os professores são mal pagos, desrespeitados, vilipendiados, impedidos por vários fatores de exercer com dedicação sua profissão, obrigados a atuar muitas vezes em duas ou três escolas para manterem suas próprias famílias. São impedidos de se atualizarem e tem seus direitos tolhidos por politicas e chefes que muitas vezes são da própria classe.  Como é possível um professor em cargo de chefia que foi indicado por politica trabalhar contra a própria classe, vemos isso muitas vezes em vários lugares. Isto é só um dos problemas que se enfrenta hoje.

 

Quem se importa

 É na certeza que este profissional bem remunerado, incentivado e com condições de trabalho dignas é que penso que cada aluno possa ter a possibilidade de passar por uma professora ou um professor que seja visto mais que um “funcionário“ ou um simples trabalhador, que consigamos ver uma pessoa dedicada e comprometida, lutadora  e disposta a ensinar muito mais do que o simples  bê-á-bá. Mas sim um profissional que seja bem remunerado, capacitado, eficiente, onde que, por estas razões, ele se torne, respeitado pela sociedade. 

 

Esta atitude é fundamental para que a educação melhore em todos os níveis.   

 

 Marcelo Martins 


 Manual de Direitos

ABUSO DE PODER NO AMBIENTE DE TRABALHO

Assédio Moral no trabalho

Você já foi humilhado pelo patrão? Já se sentiu ameaçado por um chefe que se sente o máximo e, por isto, usa e abusa do poder? Você pode ser mais uma vítima do assédio moral no trabalho, um mal que sempre existiu, mas que só de uns tempos pra cá começou a ser identificado e denunciado. O assédio moral dá perda de apetite, insônia, depressão ou hipertensão. Tem gente que, depois de ser atingida em sua autoconfiança e autoestima, passa a sofrer a chamada síndrome do pânico.

 

O que é assédio moral?

O assédio moral é o mesmo que violência moral: trata-se da exposição de trabalhadores a situações vexatórias, constrangedoras e humilhantes durante o exercício de sua função. Isto caracteriza uma atitude desumana, violenta e sem ética nas relações de trabalho praticada por um ou mais chefes contra seus subordinados, visando desqualificar e desestabilizar emocionalmente a relação da vítima com a organização e ambiente de trabalho, o que põe em risco o emprego, a saúde e a própria vida da vítima.

 

Como acontece o Assédio Moral

Assédio Moral

O assédio moral é intencionalmente praticado por chefias e superiores, com o objetivo de desestruturar e até de demitir o trabalhador.

 

São atitudes repetidas de ridicularizarão, desmoralização,  inferiorização  e menosprezo do trabalhador durante o período de trabalho, forçando seu isolamento do convívio com colegas.

 

As trocas constantes de setor, plantão, período de trabalho, ou mesmo as exigências de desvio de função levando à insegurança e desestabilidade, podem ser sinais de assédio. Expor o trabalhador a tarefas sem sentido, muito abaixo de sua capacidade, ou, ao contrário, a exigências muito acima de suas competências, são outras atitudes características do assédio moral.

 

As principais vítimas do Assédio Moral

Todos podem sofrer o assédio moral. Mas os trabalhadores mais comumente expostos a estas humilhações pelos seus superiores são os seguintes:

 

* Mulheres com filhos, trabalhadores idosos, pessoas com deficiência física, trabalhadores muito criativos, trabalhadores críticos, que não se intimidam para expressar suas opiniões.

 

Onde reclamar, se tratar e denunciar?

Assédio Moral

Os trabalhadores que se sentirem assediados moralmente podem procurar ajuda no sindicato, em órgãos públicos como o Ministério Público, em organizações não governamentais especializadas em relações trabalhistas e na mídia. Em São Paulo, por exemplo, há um núcleo contra a discriminação no trabalho mantido pela Delegacia Regional do Trabalho. Para conhecer mais sobre o assunto e se informar sobre como efetuar denúncias, utilize o site www.assediomoral.org.www.assediomoral.org.

Para o caso de trabalhadores que tiveram a saúde afetada por causa dos abusos, o ideal é procurar atendimento em centros de referência da saúde do trabalhador ou consultar um psicólogo ou psiquiatra. A saída é coletiva, ninguém sai disto sozinho. Isto pode tornar-se uma doença do trabalho. Apoie e peça apoio.

 

REAJA!

Proteja-se do assédio moral

Apresentamos cinco dicas para a ação individual e, principalmente, coletiva entre os trabalhadores, de tal forma que possa evitar este tipo de violência psicológica no dia-a-dia de trabalho.

1- Resista

Não se deixe abater, converse com os amigos no trabalho e, sobretudo, com a família sobre os acontecimentos e tipos de relacionamentos das chefias;

2- Fortaleça laços de solidariedade

Companheirismo, laços de amizade e afetividade entre colegas permitem desenvolver confiança e sinceridade para os trabalhadores falarem o que sentem. Esta solidariedade do conjunto de funcionários fortalece a cada um e propicia maior capacidade para, ao sentir as injustiças cometidas contra um colega, enfrentar as situações coletivamente.

3- Anote as situações vivenciadas

Ao perceber que há algo semelhante ocorrendo com você ou com algum trabalhador, procure anotar as diversas ocasiões em que acontece. Compare um dia com o outro, anote as conversas ao chegar em casa. Reaja, proteja-se contra esta forma de tortura no trabalho.

4- Visibilidade Social – Denuncie!

O isolamento, o silêncio são muito ruins para você e para o conjunto dos colegas no trabalho. Se perceber que está diante de uma situação de assédio moral,  denuncie, reclame.  É preciso colocar a “boca no mundo” para evitar que a sua saúde física e mental e sua própria vida sejam prejudicadas;

 

 

logo

Pub

 

You Tube    Facebook        Blogs
ACESSE CLICANDO NA IMAGEM

PORTAL JC.COM
A face de Jesus
 
JESUS TE OLHA

TERÇO COM
NOSSA SENHORA AUGUSTA
RAINHA DOS ANJOS
Sua Oração faz milagres

TERÇO DIVINA PROVIDÊNCIA 

 


Novas Ideias Reflexão Receitas do Paraná

 Comportamento Saúde Portal JC 

botão logo Portfólio Novas Ideias

LITURGIA DIÁRIA

CONSULTE PARA FICAR 

SEMPRE INFORMADO



anuncio


 


  ACESSE NOSSO

FACEBOOK AQUI
Facebook Portal JC.com
TERMO DE USO DO PORTAL JC.COM

 


  ACESSOS AO PORTAL
 
 

 somos católicos

Terço Mistérios Gloriosos


 


A PARÁBOLA DO 
SEMEADOR
 

 

Naquele mesmo dia Jesus saiu de casa e se sentou à beira do lago.  Uma grande multidão se juntou ao seu redor. Havia tanta gente que Jesus entrou num barco e se sentou; e toda a multidão permanecia de pé na praia. Jesus lhes ensinou muitas coisas por meio de parábolas [a]. Ele dizia:

—Certo homem saiu para semear. 4 Enquanto semeava, uma parte das sementes caiu à beira do caminho e os pássaros vieram e as comeram.  Outra parte caiu no meio de pedras, onde havia pouca terra. Essas sementes brotaram depressa pois a terra não era funda, mas, quando o sol apareceu, elas secaram, pois não tinham raízes.  Outra parte das sementes caiu no meio de espinhos, os quais cresceram e as sufocaram. 8 Uma outra parte ainda caiu em terra boa e deu frutos, produzindo 30, 60 e até mesmo 100 vezes mais do que tinha sido plantado.  Quem pode ouvir, ouça.

Para que servem as parábolas

 Os discípulos de Jesus, então, se aproximaram dele e lhe perguntaram:

—Por que o senhor ensina o povo por meio de parábolas?

 E Jesus lhes respondeu:

—Somente a vocês é dado o privilégio de conhecer as verdades secretas do reino do céu e não aos outros.  Pois quem tem, receberá ainda mais e terá em abundância. Mas quem não tem, até o que tem lhe será tirado.  E é por isto que ensino o povo por meio de parábolas: Eles olham, mas não vêem; ouvem, mas não entendem.  Portanto, por intermédio deles acontece o que disse o profeta  Isaías:

“Vocês ouvirão mas, mesmo ouvindo, não conseguirão entender;

vocês olharão mas, mesmo olhando, não conseguirão ver.

 Isto acontece pois o coração deste povo está endurecido.

Eles taparam os ouvidos e fecharam os olhos.

Se não fosse assim, eles poderiam ver com os olhos,

ouvir com os ouvidos e entender com o coração,

e se voltariam para mim e eu os curaria”.

 —Mas felizes são os seus olhos, pois eles podem ver; e os seus ouvidos, pois eles podem ouvir.  Digo a verdade a vocês: Muitos profetas e homens justos desejaram ver as coisas que vocês vêem, mas não viram. Eles desejaram ouvir o que vocês ouvem, mas não ouviram.

Jesus explica a parábola do semeador

 —Ouçam o que a parábola  daquele que semeia quer dizer.  A semente que caiu à beira do caminho representa a pessoa que ouve a mensagem a respeito do reino, mas não a compreende, e Satanás então vem e tira as coisas que foram semeadas em seu coração.  A semente que caiu no meio de pedras representa a pessoa que ouve a mensagem a respeito do reino e a aceita imediatamente e com muita alegria.  Mas, como não tem raiz, não dura muito tempo. Assim que encontra dificuldades ou que é perseguida por causa da mensagem, abandona a sua fé.  A semente que caiu no meio de espinhos representa a pessoa que ouve a mensagem a respeito do reino mas é sufocada pelas preocupações com as coisas desta vida e pela ilusão das riquezas. Essa pessoa não produz nenhum fruto.  Mas a semente que caiu em terra boa representa a pessoa que ouve a mensagem e a compreende. Essa pessoa cresce e produz muitos frutos, algumas vezes trinta, outras sessenta e outras ainda cem vezes mais.


       ⇐ Voltar ao Início 

foto
 
"MINHAS PALAVRAS
NÃO PODEM ESPERAR"
Nossa razão de existir como um portal de divulgação

 

Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará.

Direi do Senhor: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei.

Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa.

Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel.

Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia,.

Nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia.

Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti.

Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios.

Porque tu, ó Senhor, és o meu refúgio. No Altíssimo fizeste a tua habitação.

Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda.

Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.

Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra.

Pisarás o leão e a cobra; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente.

Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome.

Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; dela o retirarei, e o glorificarei.

Fartá-lo-ei com longura de dias, e lhe mostrarei a minha salvação

Salmos 91:1-16

 

 

⇐ Voltar ao Início