Dicas para seu dia 2

 

 

foto

 

 

   QUAL O FIM PARA TANTA ARROGÂNCIA?

Arrogância

 

Muito além da capacidade intelectual e profissional, conceito básico para qualquer ser humano está à capacidade de reconhecer que nem sempre aqueles que se acham os donos da verdade, os sabedores e entendidos de todas as coisas, não passam de meros expectadores, pessoas ignorantes e insignificantes diante das diversidades de opiniões e personalidades que todos os dias desfilam diante de nós, mesmo assim, diante de tantas provas, ainda preferimos viver na ignorância sem levar em consideração que nem sempre somos “detentores” do saber pronto e acabado, ou seja, nenhuma verdade é indiscutível.

 

É muito raro, especialmente em dias atuais, presenciarmos uma pessoa que consiga trazer em si a humildade, principalmente aquela em admitir seu próprio erro, porque, para chegar a esta conclusão a pessoa precisa muitas vezes engolir seu próprio orgulho e isto sem sombras de dúvida é algo muito além daquilo que esperamos do outro e especialmente de nós mesmos.

 

Estamos tão mal acostumados a um sistema que valoriza o poder e o ter, que tudo que vivenciamos passa a ser normal e representativo afinal tudo não passa em outros termos a ser a lei da sobrevivência: Temos que matar um leão por dia!

 

Na verdade, a cada dia que passa, estamos nos distanciando das pessoas e na maioria das vezes estas pessoas estão bem próximas a nós, mas o nosso individualismo nos cega e nem nos lembramos de mais dos conceitos básicos da boa convivência, aquele de ser querido e valorizado pelas pessoas.

 

A nossa chance de obter sucesso é inversamente proporcional ao número de inimigos que criamos em nossa jornada, embora nem sempre procurássemos estes inimigos e muitas vezes eles surgem em nossa vida devido à inveja. Mas em todas estas coisas precisamos ter autoconfiança, sem, contudo, nos agarrarmos ao egoísmo e arrogância.  Jamais devemos confundir arrogância com a coragem, ousadia liderança e segurança em nossas ações.

 

Devemos sempre nos lembrar de que as pessoas arrogantes colecionam fracassos, embora nem sempre financeiros, mas todos os fracassos sempre são justificados e cada justificativa incabível, gera outro fracasso e tudo se torna como um ciclo vicioso, aquilo que nunca é interrompido.

 

A pessoa arrogante tem algumas características facilmente reconhecidas:

 

Nunca se acham arrogantes, e na opinião delas apenas defendem seus “pontos de vista”, claro aqueles que são viáveis para elas.

Quando tomam uma rasteira, a culpa é sempre dos outros ou então a sorte não o abandonou.

 

Quer sempre atingir o sucesso dos outros, e se porventura o sucesso que quer para si, pertence a alguém próximo, isso o incomoda profundamente ao ponto de ficar doente.

 

Jamais, por razão nenhuma elogia a conquista dos outros, e faz de tudo para achar defeitos naquilo que o outro faz. Humilha e destrata quem o desagrada ou tem opinião diferente da sua e sempre acha que tem controle sobre tudo, inclusive sobre as pessoas, fazendo com que a sua vontade prevaleça sobre qualquer outra, critica a todos e dificilmente agradece alguém por um favor recebido.

 

Estes infelizes pensam que agindo assim, com arrogância e desconsideração, podem conseguir o que querem, se bem que sempre conseguem, mas aqueles que conseguem o que querem é em curto prazo, e o que elas perdem o que há de mais precioso na vida: a amizade, o respeito e o carinho, jamais serão reconquistados!

 

Sonia Souza 


 Um pequeno exame de consciência

 

Consciência

Vivemos cada dia de nossas vidas situações de que é melhor não lembrar por várias razões. Sendo que passamos por situações que nada acrescentam em nossa maneira de pensar e agir.

Somos pressionados, somos enganados, iludidos, ofendidos e por ai vai, o histórico é grande de maneira que sofremos por algum motivo ou interesse de outras pessoas.

Passamos em várias ocasiões por acontecimentos que se pensarmos com calma e coerência vê que nada daquilo realmente nos interessa e nos faz bem, muito pelo contrário, nos faz é muito mal, seja fisicamente e espiritualmente.

Convivemos com pessoas que se acham superiores e tem por hábito pensarem que mandam e são donas da verdade, que o melhor é seguir suas ordens e ter a mesma visão que elas têm.

Como são ignorantes estes seres! Nos causa é nojo e repulsa. São pessoas desprovidas de uma coisa muito importante nesta vida.

Falta de caráter e serem verdadeiras em suas atitudes.

Em quantas ocasiões de nossas vidas convivemos e estamos sujeitos a encontrar com este tipo de gente pela frente. Todos já passaram e vão passar por isto em suas vidas, seja num ambiente doméstico ou em seu trabalho.

O que falta em muitas pessoas para encarar essa situação é firmeza de pensamentos e ideias próprias do que realmente pode fazer para se livrar de tal situação ou pessoas que assim agem.

A falta de coragem de reagir a tal pressão leva a submissão aos desejos e ordens de que muitas vezes não concordamos e nem apoiamos.

Tal situação vivida desta maneira acaba por matar o que há de melhor dentro de nós, seja: honestidade, humildade, coerência em nossas atitudes, o nosso pensar.

Já passei por isto diversas vezes, muitas delas  me fizeram muito mal, mas entendi e procurei uma maneira de sair disto. Entendi que deveria optar por minha liberdade de pensar e agir livre em minhas atitudes e ações.  Admito que não fosse fácil algumas vezes, perdi emprego, fui perseguido, fui pressionado, fui enganado, fui taxado de bobo, mas tive firmeza e acreditei nos meus valores e objetivos.

Hoje não sofro deste mal mais, ninguém me diz o que faço e como faço ninguém direciona meus passos e visão sobre o que quero e vou fazer em minha vida. Aprendi a ver com meus próprios olhos e a pensar e raciocinar de maneira própria.

Não me intimido mais com estas pessoas, seja quem forem. Me expresso e dou minha opinião sobre o que penso e o que acho. Aprendi a me valorizar e ter respeito por mim mesmo. Hoje até torço por uma opressãozinha  acontecer, é bom sempre estar lutando e descobrindo de como é bom viver livre e sem dono da verdade.

Quanto às pessoas que agem assim?

Felicidades para elas! Não fazem diferença e nem me importo mais.

Sua força esta justamente em oprimir e levar a sua vontade sobre os outros, cortado este laço, este “ser” perde sua força sobre as pessoas.

Na realidade tenho é dó de um ser humano assim falta de humildade, verdade, consciência, coisas que fazem muito bem para a vida da gente. Poder e dinheiro podem ajudar realmente, mas não é tudo, sempre isso passa, o que fica é seu modo de vida e como encara e age com seu semelhante.

Assim penso e assim ajo em minha vida, certo ou errado isto

EU DECIDO.

 

Marcelo Martins


 TOLERÂNCIA

Tolerância 

Tolerância é caminho de paz.

 

Não julgues esse ou aquele companheiro ignorante ou desinformado, porquanto, se aprendeste a ouvir, já sabes compreender.

Diante de criaturas que te enderecem qualquer agressão, conversa com naturalidade, sem palavras de revide que possam desapontar o interlocutor.

Perante qualquer ofensa, não percas o sorriso fraternal e articula alguma frase, capaz de devolver ao ofensor à tranquilidade.

Nos empecilhos da existência, tolera os obstáculos sem rebeldia e eles se te farão facilmente removíveis.

No serviço profissional, suporta com paciência o colega difícil, e, aos poucos, em te observando a calma e a prudência, ele mesmo transformará para melhor as próprias disposições.

Em família, tolera os parentes menos simpáticos e, com os teus exemplos de abnegação, conquistarás de todos eles a bênção da simpatia.

No trânsito público, não revide aos palavrões que alguém te dirija e evitará discussões de consequências imprevisíveis.

Nos aborrecimentos e provações que te surgem, a cada dia, suporta com humildade as ocorrências suscetíveis de ferir-te, e a tolerância se te fará a trilha de acesso à felicidade, de vez que aceitarás todos os companheiros do mundo na condição de filhos de Deus e nossos próprios irmãos.

 


  Será que todos que dizem o que querem estão preparados para ouvir a verdade?

 verdade

Na realidade acho que não, vivemos em um mundo de hipocrisia e falsidade, enganamos os outros e a nós mesmos. Nunca somos honestos e transparentes de verdade, sempre há alguma coisa para se esconder dos outros, seja por interesse próprio ou falta de caráter mesmo.

Sempre encobrimos a verdade em várias situações, a verdade para cada um de nós representa sempre o interesse próprio, não o que é realmente verdadeiro.

Sempre haverá quem vai enganar dissimular, inverter situações e palavras, essa é a grande verdade em nosso cotidiano, seja em casa ou no ambiente de trabalho.

Sempre haverá quem quer impor sua opinião a qualquer custo, mesmo que esta opinião não condiga com a verdade apresentada numa determinada situação.

Vivemos isso todos os dias em nossas vidas, sempre haverá pessoas dispostas a ludibriar as outras com ideias erradas e argumentos sem fundamento sobre determinadas situações.

Cabe a cada um ter o discernimento de conseguir enxergar estas pessoas e suas armações, não caindo em conversa fiada e enganosa e que na realidade sempre há algum interesse por trás destas ações.

Pessoas com esta maneira de agir representam um perigo ao que é certo e verdadeiro em uma situação, por que invertem e tentam manipular palavras e conceitos em favor próprio ou em nome de outros, conforme seu interesse. Nesta categoria de “pessoas”, podemos identificar o bajulador, o interesseiro, o dedo duro, isso é muito comum em pessoas que vivem dependentes de cargos e sob ordens  de seus superiores e não tem firmeza de caráter para deixarem de agir assim.

Preste atenção se ao seu lado não identifica um “ser humano” deste quilate.

 

Marcelo Martins

 

logo